Como viver na Espanha em 2024: Vistos, Cidades, Impostos e Mais

Confira este guia completo sobre como viver na Espanha. De vistos a cuidados de saúde, impostos e cultura, faça a sua mudança sem problemas!

Last Updated on fevereiro 19, 2024 by Seiva Carvalho

Quer você goste das ruas movimentadas de Madrid, das deslumbrantes praias de Barcelona ou do estilo de vida descontraído da Andaluzia, há algo para todos na Espanha. Viver na Espanha significa experimentar uma vibrante mistura de história, cultura e modernidade.

Explore a culinária local, de paella a tapas, e mergulhe nas tradições espanholas, como dança flamenca e sestas. Este guia completo fornece insights essenciais para uma experiência gratificante. Todos os aspectos para se estabelecer no país serão cobertos, desde encontrar a cidade certa até entender quanto custa viver essa experiência.

Como viver na Espanha em 2024 Vistos, Cidades, Impostos e Mais

Com este guia, você estará equipado para abraçar o modo de vida espanhol, desde a compreensão do idioma e costumes até a navegação pelos desafios diários. Esteja você planejando uma visita curta ou uma estadia de longo prazo, fique por dentro de como é viver na Espanha!

Porque morar na Espanha?

Os brasileiros estão cada vez mais escolhendo viver na Espanha por diversas razões. Em primeiro lugar, a Espanha oferece uma alta qualidade de vida com seu clima agradável, belas paisagens e rico patrimônio cultural. O estilo de vida descontraído do país, famoso por suas sestas e vibrante cena social, proporciona um grande bem-estar aos seus moradores. Especialmente para os expatriados que desejam escapar da agitação de grandes centros.

Além disso, a Espanha possui um custo de vida relativamente baixo em comparação com outros países da Europa Ocidental. Isso o torna uma opção atraente para quem busca um estilo de vida mais acessível sem comprometer a qualidade.

O sistema de saúde pública na Espanha também é altamente considerado. Ele oferece aos expatriados acesso a cuidados de saúde de qualidade a uma fração do custo. Além disso, a localização estratégica do país na Europa o torna uma base ideal para viagens. Isto é útil para os brasileiros que querem explorar outros países europeus.

De fato, com sua excelente infraestrutura e comodidades modernas, a Espanha se tornou uma escolha popular para os estrangeiros que procuram um lugar novo e emocionante para viver.

Mas, há muito mais que você precisa saber antes de decidir!

Melhores Cidades

A Espanha possui uma grande variedade de cidades, cada uma com seu charme e apelo únicos. A melhor cidade para você morar na Espanha dependerá de suas preferências de clima, cultura, custo de vida, oportunidades de trabalho e estilo de vida. Aqui estão algumas das principais cidades da Espanha que são populares entre os imigrantes:

  1. Barcelona. Conhecida por sua arquitetura deslumbrante, cultura vibrante e belas praias, Barcelona é uma cidade cosmopolita com uma rica história. Oferece uma alta qualidade de vida, excelentes transportes públicos e uma agitada vida noturna.
  2. Madrid. A capital da Espanha é uma cidade dinâmica e animada, com uma rica cena cultural, museus de classe mundial e belos parques. Oferece excelentes oportunidades de contrato de trabalho, uma cena culinária diversificada e uma vibrante vida noturna.
  3. Valência. Localizada na costa leste da Espanha, a cidade é conhecida por suas belas praias, arquitetura deslumbrante e rica história. Oferece um custo de vida mais baixo em comparação com Madrid e Barcelona e um estilo de vida descontraído.
  4. Sevilha. A capital da Andaluzia, é conhecida por sua impressionante arquitetura mourisca, festivais animados e rico patrimônio cultural. Oferece uma alta qualidade de vida, um custo de vida mais baixo do que outras cidades espanholas, e um clima quente.
  5. Bilbao. Localizada no País Basco, a cidade é conhecida por sua arquitetura moderna, museus de classe mundial e excelente culinária. Oferece uma alta qualidade de vida, uma economia forte e um belo ambiente natural.
  6. Málaga. Situada na Costa del Sol, é conhecida por suas belas praias, clima ensolarado e rica história. Oferece um custo de vida mais baixo em comparação com outras cidades espanholas, bem como um estilo de vida descontraído.

ARTIGO RELACIONADOMudança para Espanha: guia completo para expatriados.

Custo de vida

Afinal, quanto custa viver em Espanha? Se você está planejando se mudar para outro país, é preciso cuidar da conta bancária e fazer um bom planejamento financeiro.

Se você quer levar uma vida mais barata sem necessariamente abrir mão do conforto, talvez a Espanha seja o lugar certo para você.

Aqui estão alguns dados para você saber o quanto é preciso para viver na Espanha. De acordo com o Numbeo, os custos mensais estimados de uma única pessoa são de 699 euros sem aluguel. Uma família de três pessoas precisará de cerca de 2.469 euros para cobrir a mesma despesa.

O custo de vida dos imigrantes na Espanha pode variar dependendo da cidade ou região, escolhas de estilo de vida e circunstâncias individuais. Em grandes cidades como Madrid e Barcelona, o custo de vida pode ser mais elevado, especialmente para alojamento.

No entanto, cidades e vilas menores geralmente oferecem custos de vida mais baixos. O aluguel é uma das despesas mais significativas para os expatriados na Espanha. Os valores dos apartamentos podem variar muito dependendo da localização e tamanho do imóvel. Dados do Idealista referem que o preço médio para alugar um imóvel na Espanha é cerca de €12.4/m2.

Repartição do custo de vida

Além do aluguel, os mantimentos representam outro componente significativo das despesas de moradia. Se você quiser viver na Espanha, aqui está um detalhamento de custos de itens do dia a dia em uma lista de compras.

Item AlimentarCusto
Leite, 1 L€1,04
Pão, 0,5 kg€1,27
Arroz, 1 kg€1,30
Ovos, x12€2,42
Queijo, 1 kg€11,97
Peito de Frango, 1 kg€6,98
Bife, 1 kg€13,19
Maçãs, 1 kg€1,68
Banana, 1 kg€1,68
Laranjas, 1 kg€1,67
Tomate, 1 kg€2,28
Batata, 1 kg€1,4
Cebola, 1 kg€1,56
As estimativas são do Numbeo (em fevereiro de 2024).

Qualidade de vida

A Espanha oferece uma alta qualidade de vida para seus moradores, combinando um estilo de vida mediterrâneo descontraído com comodidades modernas. O clima é ameno, com muito sol e atividades ao ar livre o ano todo.

A rica cultura, a culinária deliciosa e a vibrante cena social criam uma experiência gratificante. Os cuidados de saúde são de excelência, com opções públicas e privadas disponíveis a custos razoáveis. E a educação pública também é de excelente qualidade.

Como você pode ver, o custo de vida é geralmente mais baixo do que em outros países da Europa, tornando-o acessível para os expatriados. E o país possui uma infraestrutura bem desenvolvida, com transporte público eficiente, internet de alta velocidade e diversas outras comodidades.

O equilíbrio entre vida pessoal e profissional também é favorável, com foco em aproveitar o tempo de lazer e passar tempo com a família e amigos. No geral, a Espanha oferece um ambiente acolhedor e confortável para os imigrantes que procuram viver uma vida satisfatória na Europa.

Qualidade de vida na Espanha

Interessado em saber o que os Nômades Digitais pensam da Espanha? Confira nossa entrevista com a nômade digital Katie Dillon.

Aprender Espanhol

Aprender espanhol pode melhorar muito a sua experiência de viver na Espanha. Especialmente se você pensa em se mudar permanentemente. Mas é bom saber que muitas pessoas na Espanha, particularmente em áreas turísticas, também falam inglês.

De fato, saber espanhol pode melhorar significativamente a sua qualidade de vida e integração na cultura espanhola. Entender o idioma ajuda você a se integrar à comunidade local e fazer conexões significativas com vizinhos, colegas e novos amigos.

Além disso, aprender o idioma lhe dá uma compreensão mais profunda da cultura, tradições e modo de vida espanhol. Sem contar que você se sentirá mais confortável para participar de grupos locais em redes sociais e outros meios de comunicação. O que irá enriquecer bastante sua experiência geral no país.

E vale a pena lembrar também que muitas oportunidades de trabalho na Espanha exigem pelo menos um nível básico de proficiência em espanhol. Principalmente nos setores de atendimento ao cliente, educação e saúde.

Saber espanhol torna tarefas diárias como compras de supermercado, interação com moradores locais e lidar com questões administrativas muito mais fáceis e menos estressantes.

Como alguém novo na Espanha, considere se inscrever em aulas de espanhol. Muitas escolas de idiomas e universidades oferecem cursos para todos os níveis, de iniciantes a avançados. A outra forma de aprender o idioma é mergulhando na cultura local.

Assista a filmes espanhóis, ouça música espanhola e leia livros ou jornais. Pratique falar espanhol o máximo possível. Tente usá-lo em situações cotidianas, como fazer compras, pedir comida ou conversar com vizinhos.

Autorização de Residência em Espanha

Para residir na Espanha como imigrante, você deve obter o visto ou permissão apropriada com base em suas circunstâncias. Aqui estão alguns tipos comuns de autorização para residir na Espanha:

  • Visto de Residência Não Lucrativo;
  • Gold Visa;
  • Visto Nômade Digital;
  • Visto de Trabalho;
  • Visto de Empreendedor;
  • Visto de Estudante;
  • Visto de Reagrupamento Familiar.

Os documentos necessários para a solicitação do seu visto para Espanha irá depender da autorização que você está requerendo. Mas aqui estão alguns dos documentos comuns necessários:

  • Formulário de pedido de visto preenchido e assinado;
  • Passaporte válido;
  • Documento de identidade;
  • Uma fotografia recente 3×4;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de meios econômicos suficientes para viver no país;
  • Seguro doença;
  • Certificado de antecedentes criminais;
  • Prova da residência no território consular.

Depois de ter obtido o visto ou permissão apropriada, você pode residir na Espanha legalmente.

Governo espanhol

A Espanha é uma monarquia constitucional, o que significa que tem um rei ou rainha como chefe de Estado. No entanto, o papel do monarca é em grande parte cerimonial, com poderes limitados. O rei Felipe VI é o monarca reinante. E o Parlamento espanhol é conhecido como as Cortes Gerais e é bicameral, consistindo de duas câmaras:

  • O Congresso dos Deputados (Congreso de los Diputados) é a câmara baixa do parlamento, com membros eleitos através de um sistema de representação proporcional. É o órgão legislativo primário.
  • Senado: A câmara alta representa as regiões e é composta por senadores, alguns dos quais são nomeados e outros eleitos. Tem menos poder legislativo do que o Congresso dos Deputados.

O governo da Espanha é chefiado pelo primeiro-ministro (Presidente del Gobierno), que o monarca nomeia. Mas ele deve ser membro do Congresso dos Deputados. O primeiro-ministro lidera o poder executivo.

ARTIGO RELACIONADO – Espanha, Itália ou Portugal: onde se aposentar em 2024?

Governo atual

O atual chefe do governo é o primeiro-ministro Pedro Sánchez, do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE). Sánchez lidera um governo de coalizão com o partido de esquerda Unidas Podemos.

A Espanha está dividida em comunidades autônomas, cada uma com seu próprio governo e parlamento, responsáveis por certos aspectos da administração local, como educação e saúde.

Algumas regiões, como a Catalunha e o País Basco, têm maior autonomia do que outras. Realizam-se regularmente eleições em Espanha para eleger os membros das Cortes Gerais e dos governos regionais. O sistema eleitoral é baseado na representação proporcional.

Impostos e Despesas

Navegar por impostos e despesas na Espanha é essencial para residentes e expatriados. Do imposto sobre o rendimento e do imposto sobre o valor acrescentado aos impostos sobre a propriedade e às contribuições para a segurança social, compreender os meandros do sistema fiscal espanhol pode ajudar os indivíduos a gerir as suas finanças de forma eficaz.

Impostos e Despesas na espanha

A conscientização de outros gastos, como serviços públicos, saúde e educação, pode contribuir para um plano financeiro abrangente. Vamos discutir alguns dos impostos comuns para expatriados e o que você precisa saber sobre eles.

Regime Tributário

O sistema espanhol de tributação direta das pessoas singulares consiste principalmente em dois tipos de impostos sobre o rendimento das pessoas singulares: o Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) espanhol para os residentes. E o Imposto sobre o Rendimento dos Não Residentes (NRIT) espanhol para os não residentes que auferem rendimentos em Espanha.

Portanto, os indivíduos que ganham renda na Espanha estão sujeitos ao PIT espanhol ou ao NRIT espanhol. Os residentes são geralmente tributados sobre os seus rendimentos a nível mundial ao abrigo do PIT, independentemente do local onde são auferidos, a taxas progressivas após reduções legais.

Os não residentes, por outro lado, só são tributados sobre os seus rendimentos de origem espanhola ao abrigo do NRIT. Para efeitos de IRS espanhol, existem dois tipos de rendimentos tributáveis: o rendimento tributável geral e o rendimento tributável da poupança.

O rendimento tributável da poupança inclui:

  • Dividendos e outros rendimentos de participação societária em empresas.
  • Juros e outros rendimentos de empréstimos de capital a terceiros. No entanto, quando o capital emprestado a uma sociedade coligada excede o triplo do capital próprio desta última, os juros excedentários são tributados como rendimento tributável geral.
  • Rendimentos de operações de capitalização e seguros de vida e invalidez.
  • Ganhos de capital decorrentes de transferências de ativos.

O rendimento coletável geral inclui:

  • Todos os rendimentos que não são classificados como rendimentos tributáveis da poupança.
  • Alocações, atribuições ou imputações de renda, conforme definido em lei.
  • Juros e outros rendimentos de empréstimos de capital a uma empresa coligada quando o capital exceda o triplo do capital próprio desta última, mas apenas para a parte excedentária.

Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF)

O Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (Impuesto sobre la Renta de las Personas Físicas ou IRPF) na Espanha é um imposto direto que os indivíduos residentes fiscais devem pagar sobre os seus rendimentos. Você é considerado residente fiscal na Espanha se atender a qualquer um dos seguintes requisitos:

  • Você passa mais de 183 dias na Espanha em um ano civil.
  • Seu principal centro de negócios ou interesses econômicos está na Espanha.

O IRPF incide sobre sua renda mundial, incluindo rendimentos de trabalho, trabalho autônomo, investimentos e imóveis. Certos rendimentos, como bolsas de estudo e certas mais-valias, podem ser isentos ou ter regras especiais.

As alíquotas do IRPF são progressivas, variando de 19% a 47%. As tarifas e faixas podem variar dependendo da sua região da Espanha. O país tem tratados fiscais com muitos países para evitar a dupla tributação. Esses tratados podem permitir que você credite impostos pagos em outro país contra sua obrigação fiscal espanhola.

Impostos Indiretos

Os impostos indiretos na Espanha consistem principalmente em Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e Impostos Especiais. Conhecido como Impuesto sobre el Valor Añadido, o IVA é um imposto sobre o consumo que se aplica à maioria dos bens e serviços.

A alíquota padrão do IVA é de 21%, com valores reduzidos de 10% e 4% para determinados bens e serviços, como alimentação, livros e transporte público. A Espanha também impõe impostos especiais sobre produtos específicos, como álcool, tabaco e hidrocarbonetos. Estes impostos são normalmente incluídos no preço final do produto.

Existem outros impostos indiretos na Espanha, como o Impuesto sobre determinados Meios de Transporte e o Impuesto sobre las Primas de Seguros.

A Espanha faz parte do mercado único da União Europeia, portanto, não há direitos aduaneiros ou impostos de importação sobre mercadorias que circulam entre os Estados-membros da UE. No entanto, existem direitos aduaneiros e impostos sobre mercadorias importadas de fora da UE.

Segurança social

A Segurança Social, conhecida como Seguridad Social, é um sistema que fornece proteção social aos residentes e trabalhadores. O sistema de segurança social em Espanha abrange várias prestações, incluindo cuidados de saúde, pensões, subsídios de desemprego, licenças maternidade e paternidade e prestações por invalidez.

Tanto os empregados quanto os empregadores contribuem para o sistema de Previdência Social. As contribuições são baseadas em um percentual do salário do funcionário, com as alíquotas exatas dependendo do tipo de trabalho e dos benefícios cobertos.

A Espanha tem um sistema de saúde universal que é financiado através de contribuições para a Segurança Social. Os residentes têm direito a cuidados de saúde prestados pelo Sistema Nacional de Saúde após o registo no sistema de Segurança Social.

Assim como no Brasil, o sistema de Segurança Social fornece pensões aos aposentados com base nas suas contribuições. O valor da pensão é calculado com base no número de anos de contribuição e na média salarial desses anos.

Os trabalhadores que perderem o emprego podem ter direito ao subsídio de desemprego, que também é disponibilizado através do sistema de Segurança Social. O montante e a duração das prestações dependem das contribuições do trabalhador e das circunstâncias do seu desemprego.

Sistema de Saúde Espanhol

O sistema de saúde espanhol é conhecido por fornecer cobertura universal a residentes e estrangeiros. Está classificada entre as melhores do mundo pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ele oferece cobertura a todos os residentes, incluindo estrangeiros, que estão registrados no sistema de segurança social ou são beneficiários dele.

Isso significa que o acesso à saúde não depende da situação empregatícia ou do nível de renda. A Espanha tem um sistema de saúde dual, com prestadores públicos e privados.

O sistema público de saúde é financiado por meio de impostos e fornece serviços de saúde gratuitos ou de baixo custo aos residentes. O sistema privado de saúde também está disponível para quem preferir ou puder pagar.

Hospitais e centros médicos especializados oferecem atendimento especializado. Os pacientes são encaminhados a especialistas por seus médicos de clínica geral ou pediatras. O atendimento especializado inclui cirurgia, oncologia, cardiologia, entre outros.

O atendimento de emergência é prestado pelos prontos-socorros dos hospitais, que estão abertos 24 horas por dia, 7 dias por semana. É gratuito para todos, independentemente do seu estatuto de seguro ou nacionalidade.

Precisa de ajuda para se mudar para Espanha?

Agora que você já sabe como é viver na Espanha, seu próximo passo é chegar até aqui. A Viv Europe tem ajudado muitas pessoas e famílias a realizar os seus sonhos de mudança, e você pode ser o próximo!

Se você está considerando a Espanha como sua nova casa, provavelmente tem muitas perguntas, e estamos aqui para fornecer respostas. Nossos serviços vão desde assistência de vistos até transações imobiliárias, garantindo uma transição suave à medida que você se instala em sua nova vida.

Nossa equipe de especialistas irá apoiá-lo em cada passo do caminho. Agende uma reunião com os representantes de imigração da Viv Europe para começar a trabalhar para lhe proporcionar uma vida melhor.

Portugal e Espanha são dois dos destinos mais populares para brasileiros na Europa e são semelhantes na maioria das vezes. Se quiser entrar em contacto com expatriados que vivem em Portugal ou Espanha, não deixe de se juntar ao nosso Grupo do Facebook – Tudo Sobre Portugal Para Expatriados. Te vejo depois!

Contacte-nos

A Viv Europe pode ajudá-lo a pôr em prática os seus planos de mudança para Portugal. Nossa equipe de especialistas sabe o que é preciso para lidar com toda a papelada para tornar sua mudança o mais tranquila possível.

Leia mais
Viver em Valência: como é morar nesta cidade da Espanha?

Viver em Valência: como é morar nesta cidade da Espanha?

Descubra como é viver em Valência, na Espanha! Obtenha um detalhamento completo de tudo, desde o custo de vida até os cuidados de saúde.
Cidadania por Investimento em Portugal

Cidadania por Investimento em Portugal: Guia para 2024

Ansioso para explorar os caminhos que podem te tornar um cidadão europeu? Saiba mais sobre a cidadania por investimento em Portugal!
Viver em Barcelona: Tudo o que os expatriados precisam saber

Viver em Barcelona: Tudo o que os expatriados precisam saber

Descubra como é viver em Barcelona como um expatriado! Aprenda sobre a cultura, culinária e comunidade nesta movimentada cidade espanhola.
Comidas portuguesas famosas que você tem que experimentar

Comidas portuguesas famosas que você tem que experimentar

A culinária de Portugal encanta com todo seu sabor e frescor. Confira algumas das comidas portuguesas que você precisa experimentar.
Viver em Madrid: como é morar na cidade para um expatriado

Viver em Madrid: como é morar na capital espanhola

Pensando em morar em Madri? Conheça a capital da Espanha através dos olhos de um expatriado. Saiba tudo sobre estilo de vida e cultura da ...
Vivendo no Exterior: Uma Entrevista com Damon Johnson

Vivendo no Exterior: Uma Entrevista com Damon Johnson

Quer saber como é a vida de um expatriado vivendo no exterior? Confira esta entrevista com Damon Johnson – um imigrante em Portugal.
Melhores cidades para morar na Espanha para expatriados

Melhores cidades para morar na Espanha para expatriados

Descubra as melhores cidades para morar na Espanha! Da vibrante Barcelona à histórica Sevilha, encontre o lugar perfeito para seu estilo de vida.
Pesquisando sua mudança para o exterior? Comece Aqui!

Pesquisando sua mudança para o exterior? Comece Aqui!

Mudar de país pode ser um processo confuso. Confira este artigo para saber como começar a pesquisar sua mudança para o exterior!
As 15 cidades mais baratas para viver na Espanha em 2024

As 15 cidades mais baratas para viver na Espanha em 2024

Conheça as 15 cidades mais baratas para se viver na Espanha e comece a organizar o planejamento financeiro da sua mudança para a Europa!

Looking For exclusive Relocation Tips?

Sign up for our Newsletter to receive the latest updates, visa tips, and more!